29/11/2019 | Contabilidade

Preço das commodities: tema do capítulo de hoje da série A Evolução da Agricultura


Por Essent Agro
Assessoria de Imprensa
Tempo de leitura: 2 minutos

Preço das commodities: este é o tema do quinto capítulo da série da Essent Agro “A Evolução da Agricultura”. No artigo de hoje, entenda um pouco mais sobre o preço das commodities agrícolas.

 

Grau de confiança e a padronização de contratos

Um dos aspectos que acompanha o mercado agrícola em algumas localidades é a fragmentação da informação relativa à formação e à vigência de preços. Sob a hipótese de perfeita concorrência, por muito tempo a divulgação de preços não deixou de ser realizada de forma precária, como é ainda em muitas regiões do mundo, onde a produção agrícola é senão a principal atividade econômica ou de subsistência de grande parte da população.

As negociações de contratos de grãos (milho e trigo) a termo (forward) datam de meados de 1850, em Chicago. A constante preocupação de hedgers (consumidores e produtores) e a possibilidade de investidores e especuladores assumirem e desfazerem posições sem necessariamente terem que arcar com a posse física foram aspectos importantes para a intensificação das negociações no mercado a termo e de futuros, principalmente nos Estados Unidos. O grau de confiança e a padronização de contratos passaram a ser pré-requisito para a construção de mercados como, por exemplo, o da Chicago Board of Trade (CBOT), pelos quais depósitos intercambiáveis de armazéns eram a contra garantia de contratos (Williams (1982)).

O papel do mercado futuro ou a termo e, de maneira mais ampla, o mercado de derivativos agropecuários, passou a ser cada vez mais determinante por ancorar as expectativas e direcionar boa parte da formação de preços agrícolas. Dado o volume bem maior de transações e a rápida atualização das expectativas, é comum falar-se então da formação e descoberta (price discovery) de preços no âmbito mercado futuro, com reflexos na composição do preço spot seja qual for a localidade.

Saiba como a Essent Agro pode facilitar a rotina do produtor rural

Já pensou em pagar menos imposto e ganhar mais dinheiro? Isso é possível através do planejamento tributário e controle financeiro da propriedade rural

Transparência

Um dos papéis mais importantes, além do de transacionar o risco de preço, tem sido, portanto, o de proporcionar transparência e fácil acesso à referência para preços de mercado que, por sua vez, afetam as decisões dos agentes quanto à produção, à estocagem e à proteção de preço. A relação entre o mercado físico e o mercado de risco de derivativos passou a integrar um dos tópicos prediletos em economia a partir de 1930.

Mercado futuro de Chicago

O mercado futuro de Chicago (CBOT) é o maior mercado de grãos do mundo. No caso da soja, são negociados contratos com vencimento em sete meses diferentes: janeiro, março, maio, julho, agosto, setembro e novembro. A cotação é dada em centavos por Bushel (US¢/bushel), sendo que o último dia de negociação é o dia útil anterior ao dia 15 do mês de vencimento do contrato. 

Outras câmaras de negociação

Outras importantes câmaras de negociação são a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F BOVESPA), Minneapolis Grain Exchange (MGE) e a Kansas City Board of Trade (KBCT). Nestas o último dia de negociação é o segundo dia útil anterior ao primeiro dia do mês de vencimento. A cotação é dada em dólares por saca de 60 quilos. A formação de preços locais no Brasil conta ainda com o componente importante conhecido como “prêmio exportação”, que nada mais é que um desconto ou prêmio que o exportador negocia com o produtor, em função de oferta e demanda pelo produto brasileiro.  

COMPARTILHE: